× Fechar

Artigos & Receitas

27 abr

Ácido fólico apenas na gravidez?

Falando ainda sobre as vitaminas do complexo B, hoje é a vez da B9 ou folato ou ácido fólico !

Quando a mulher quer engravidar ou descobre que está grávida, logo pensa nela, por conta do sistema neurológico do bebê. Mas será que o ácido fólico só é importante nesse momento da vida? E por que ele é tão importante !?

• Junto com as vitaminas B6 e B12, ele regula o metabolismo da homocisteína e da glutationa (que é um potente antioxidante).
• A homocisteína é um marcador de doença cardíaca, portanto, o papel preventivo do folato para o coração é fundamental.
• Com a B12, inclusive, regula a produção do sangue.
• A deficiência do ácido fólico pode causar elevação da homocisteína, anemia megaloblástica, fraqueza, fadiga, falta de concentração, irritabilidade, dor de cabeça, palpitações cardíacas, falta de ar, alterações na pele ou pigmentação das unhas, esquizofrenia, depressão, doença bipolar, DDA, autismo, Síndrome de Down, defeitos do neurotubo infantil, aborto espontâneo e câncer.
• Mulheres em pílulas anticoncepcionais tendem a ter baixa reserva de ácido fólico.

Portanto, a suplementação de folato na gravidez ou na programação metabólica é essencial, mas também no caso de anemia megaloblástica, junto à suplementação de B12, além de prevenção das doenças coronarianas e funções cognitivas de um modo geral. .
Ele está presente nos seguintes alimentos: fígado, feijão, lentilha, espinafre, brócolis, beterraba.

Procure um bom nutricionista para te auxiliar!