× Fechar

Artigos & Receitas

16 out

Benefícios da Fisioterapia Pélvica na Gestação

Já falei aqui sobre alguns cuidados que estou tendo durante a gestação e um deles é a fisioterapia pélvica. Como foi uma grande descoberta para mim, resolvi compartilhar aqui, pois pode ajudar outras mulheres (gestantes ou não), inclusive para a retomada da vida sexual pós parto! O texto foi elaborado em conjunto com a fisioterapeuta Isabella Lemos (@lemosbella), que eu super indico!

 

Durante a gestação, com o crescimento do útero, haverá uma sobrecarga do períneo (região que fica entre o ânus e a vagina, que sustenta os órgãos pélvicos). O objetivo da fisioterapia pélvica é justamente fortalecer essa musculatura do períneo para:

 

– Evitar lesão ou disfunção (durante a gestação, parto ou pós parto), como incontinência urinária;

 

– Suporte para os órgão pélvicos (útero, bexiga e reto);

 

– E facilitar o trabalho de parto (um músculo funcional ajuda no melhor posicionamento do bebê e relaxamento para o período expulsivo, diminuindo o tempo do trabalho de parto).

 

Ela também se torna uma grande aliada contra a episiotomia (corte na região do períneo), pois deixa a região pélvica mais preparada para a saída do bebê. E mesmo que haja esse corte, o tratamento ajudará na cicatrização e na preparação da musculatura para o retorno à vida sexual.

 

A fisioterapia pélvica trabalha com respiração e exercícios específicos para o períneo, fortalecendo essa estrutura desde o começo da gestação. Próximo à 37ª semana, ainda inclui os recursos de massagem perineal e o Epi-no, que estamos fazendo agora.

 

Muito importante o acompanhamento multidisciplinar (obstetra, nutricionista, fisioterapeuta…) nessa reta final da gravidez, principalmente para a mulher que quer o parto normal. É importante estar bem assistida!