× Fechar

Artigos & Receitas

23 dez

Síndrome do Ovário Policístico: Como a Nutrição pode ajudar?

A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) é uma doença complexa, caracterizada por distúrbios hormonais, tendo como sintomas principais: anovulação (ausência ou menstruação irregular), ovário policístico (visto por meio de ultra) e hiperandrogenismo – aumento dos hormônios masculinos, como testosterona (excesso de pêlos, acne, aumento da oleosidade da pele).

 

Seu diagnóstico é feito por ultrassom transvaginal, exames de sangue e pela correlação com sintomas clínicos. Embora seja uma doença crônica e não tenha cura, podemos controlar seus sintomas. É importante procurar um ginecologista o quanto antes, proporcionando uma intervenção médica precoce nos casos de infertilidade.

 

A nutrição também pode auxiliar bastante! Alguns minerais podem estar alterados: maior cálcio e menor magnésio, sendo importante corrigir esse desequilíbrio por meio da alimentação.

 

Além disso, as mulheres com SOP têm mais propensão a disbiose e diabetes, devendo ter uma dieta antiinflamatória, com mais fibras e polifenois, e de carboidrato de baixo índice glicêmico. E quando a disbiose é corrigida com probióticos e prebióticos, há melhora da sensibilidade à insulina, melhorando a função ovariana.

 

Na medicina, o medicamento mais utilizado na SOP é a metformina. Mas na nutrição também podemos suplementar com complexo B, mioinositol, picolinato de cromo, magnésio, vit D, L-carnitina, NAC.

 

Chá de hortelã, moringa, óleo de gergelim, canela, feno grego, vitex também podem ajudar bastante!

 

Procure ajuda!